4 Comentários

Minha história de pré-eclâmpsia (Parte II)

Continuação…

…E no dia da consulta eu levei os exames feitos no hospital, a Dra. Mediu minha pressão (que estava alta) e fez  um ultrassom simples em seu consultório. Imediatamente ela viu as bolinhas de cálcio na minha placenta, e ficou muito preocupada. Eu subi ao laboratório de diagnose, fiz um Doppler  e voltei ao seu consultório para que ela pudesse vê-lo.

Ela decidiu que o melhor a fazer seria me internar para tentarmos ganhar o máximo de tempo possível, eu estava de 27 semanas de gestação e provavelmente não poderia levar a gravidez até o fim. Fiquei apavorada em pensar que minha bebezinha nasceria prematura, sentia muito medo de ela não nascer bem ou não resistir por nascer muito cedo, antes de estar  prontinha e forte…  Nunca  havia me preparado para isso, não entendia porque a minha gravidez não foi saudável .

Fui para o hospital e fiquei lá por quase uma semana, tiravam meu sangue a cada duas horas, urinei dentro de um pote enorme durante 24 horas para que pudessem ver quanto de proteína minha estava sendo eliminada na urina ao invés de nutrir meu bebê. E tomei duas injeções de corticóide para fortalecer o pulmãozinho da minha bebê, doloridas demais…. Me lembrei das injeções de benzetacil que havia tomado muitos anos atrás. Depois ainda tinha que deitar em cima do local dolorido, pois, tinha de ficar deitada sempre do lado esquerdo para melhorar a oxigenação do bebê.

No domingo a Dra. passou no hospital e me deu alta para que eu voltasse para casa e fizesse exatamente o mesmo que no hospital. Continuasse em repouso, deitada do lado esquerdo e tomasse os medicamentos para a pressão. E foi o que fiz. Mas durante o dia recebi muitas visitas que vieram me ver, não conseguia falar muito de tanta falta de ar que sentia, e quando medíamos a pressão ela estava cada vez mais alta. Subiu, subiu tanto que tive de voltar ao hospital às pressas, saí de casa com a pressão a 18 por 11.

Chegando no hospital  o médico do plantão me atendeu e mediu a pressão novamente. Estava em 22 por  12 e ele começou a olhar meus exames no sistema, viu o Doppler que  havia feito há dois dias, e viu que  eu havia tomado as injeções de corticóide. Decidiu então que meu parto devia ser feito imediatamente pois, tanto eu como minha filha estávamos correndo risco de vida naquela situação.

Eu entrei em desespero. Tremia tanto que não conseguia respirar direito. Comecei a pensar que poderia perdê-la e isso me apavorava demais. Estava com apenas 28 semanas… também fiquei muito triste porque o meu marido não poderia acompanhar o parto como planejamos. Queríamos fotografar o momento e nada disso seria possível por se tratar de um parto de alto risco. Também tinha medo de morrer e não poder cuidar da minha filhinha. Muita coisa passava em minha cabeça naquele momento e eu estava sozinha. Teria de lidar com tudo por mim mesma.

Subimos para o centro cirúrgico. Me despedi da minha família que estava no hospital sem saber se  voltaria a vê-los em seguida. Nunca havia visto meu pai tão abalado, tremendo tanto. Soube que ele ficou doente, coisa que nunca antes havia acontecido,  enquanto estive internada na UTI.  Ele teve problemas de pressão e vomitou , teve de parar no hospital com risco de derrame. Graças a Deus não teve problemas mais graves.

Continua…

4 comentários em “Minha história de pré-eclâmpsia (Parte II)

  1. Vany!
    Continuo em oração por vocês.
    Fiquem bem!
    beijao
    Lele

  2. Oh minha flor… estou afastada do mundo virtual e agora vim ler a sua postagem, que recebo por email. E fiquei com o coração apertado de saber de tudo isso e pior, não ter notícias. Infelizmente não tenho um telefone seu, nada… porque realmente queria saber como vocês estão. Vou orar muito por vocês. bj

  3. Beijinhos meninas…. muito obrigada pelo carinho de vcs. Estamos bem melhor agora, graças a Deus!!

    Dani, tou te passando um e-mail com meu telefone. Quando quiser ligar, fique muuuuuuuuito a vontade, viu? =)

  4. Vany, querida!!!! Eu não imaginava que você e a Rebequinha tinham passado por tudo isso!!! Fiquei emocionada ao ler o seu relato! Graças a Deus vocês duas estão bem!
    Beijos!

Deixe seu comentário sobre o post!! Bjs!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: