4 Comentários

Minha história de Pré-Eclâmpsia (Parte III)

…Enquanto subíamos eu via paredes e portas passando e o técnico de enfermagem que me levava tentava me acalmar falando sobre os recursos que a medicina possui hoje em dia para garantir a saúde das crianças nascidas pré-maturas, mas eu tremia demais temendo pela  vida  da minha filhinha. Eu me entia muito mal  e culpada por tudo ter acontecido assim, sentia que eu havia feito algo errado por não ter conseguido ter uma gravidez normal.

Chegando ao centro-cirúrgico eu chorava muito, estava sozinha e apavorada sem saber o que me esperava, mas tudo foi rápido. Eles colocaram um acesso no meu braço com soro ou algo assim, e me pediram para sentar e relaxar o corpo porque aplicariam a anestesia na minha coluna.  Poucos minutos depois da anestesia eu ouvi o chorinho da Rebeca, ela chorou bastante, o que o médico disse que era um bom sinal. Sinal de que ela tinha fôlego e que o pulmãozinho dela estava bem para que pudesse respirar sozinha.

Depois disso me levaram para a UTI, onde eu ficaria por quatro intermináveis dias. Foi horrível estar ali, eu ouvia pessoas gritando de dor o tempo todo, pediam para morrer e isso me deixava apavorada. Pouco conseguia me mexer  e dependia dos enfermeiros para tudo. Perdi totalmente a vaidade enquanto estive ali. Eu urinava através de uma sonda e usava fraldas para as necessidades. Tomava banho na cama com um pano úmido, até os últimos dias quando me levavam de cadeira de rodas ao banheiro e me deixavam ali para me banhar. Eu não conseguia alcançar muito bem em todos os lugares e continuava com odores após o banho. Era horrível demais viver aquilo, e meu cabelo parecia um ninho enrolado pois não conseguia mais nem escová-lo.

O pior de tudo ainda eram as noites. Eu não conseguia dormir ouvindo os gemidos de um senhor que estava internado no box ao lado. Ele havia feito uma cirurgia e apesar de estar tomando morfina não parava de reclamar de dores na cabeça. Quando os enfermeiros diziam que não havia mais nenhuma medicação possível ele pedia que então lhe dessem veneno porque não suportava mais aquilo.

Nos poucos momentos em que eu conseguia dormir tinha pesadelos horríveis, sonhava que estava naquela cama  morrendo e ninguém vinha me ajudar. Alguns enfermeiros passavam e riam de mim por estar morrendo sem conseguir fazer nada e nem sair dali. Aí eu acordava e haviam se passado apenas trinta ou quarenta minutos de sono. As noites eram intermináveis…. Foi quando comecei a ficar deprimida.  Eu não aguentava mais aquilo, não queria mais estar ali. Ficava contando os minutos até que chegasse o horário de ver minha família, e essa ansiedade fazia com que minha pressão subisse ainda mais.

Logo eles iam embora e eu ficava apavorada de novo…. Tinha os mesmos pesadelos, medos e desespero.  E tudo sem ter visto a minha filha uma única vez. Sem saber como ela estava exceto pelos relatos do meu marido que conseguia ir vê-la antes do segundo horário de visitas, quando me falava sobre ela  e eu ficava imaginando seu rostinho, seu tamanho, se estava reagindo bem… Não via a hora de poder estar pertinho dela e, finalmente conhecê-la do lado de fora da minha barriga…

(Continua)

4 comentários em “Minha história de Pré-Eclâmpsia (Parte III)

  1. Vany… estou chorando aqui…
    que tristeza!
    graças ao bom deus vocês estão bem e estarão cada vez mais fortes e felizes juntas para a VIDA!
    beijao
    Lele

  2. O amiga, estou tão triste por você ter passado por isso… sinto muitíssimo mesmo. Que terror! Agora vamos agradecer por estar tudo indo bem e melhorando com você e sua princesa.

  3. É meninas, nunca pensei que teria esta força… mas agora está tudo bem, graças a Deus!! ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥

  4. Vany!!! Não consigo nem imaginar todo o sofrimento que você passou nesses quatro dias na UTI! Sinto muito por ter passado por tudo isso! Graças a Deus vocês duas estão bem!
    Beijos!

Deixe seu comentário sobre o post!! Bjs!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: